Este blog é um espaço de análise e opinião. Da minha análise sobre factos e coisas do dia-a-dia, e da opinião que à cerca delas vou construindo. (antónio casteleiro)           SEJA SOCIAL          PARTILHE este blog           COMENTE individualmente os textos ou passe pelo LIVRO DE VISITAS ...


Home » Politica

O eleitor é corrupto!? penso que sim!

13 Setembro 2008 36.784 views Não Commentado

Antonio CasteleiroEm tempos de crise de representação política, quando esse segmento enfrenta os mais elevados índices de rejeição popular, e justamente quando muitos proclamam a necessidade da elevação da autoestima, apregoando honestidade e bom carácter como uma espécie de programa de governo, eis que surge a constatação: o eleitor é corrupto!

Mas, em sã consciência, com os pés no chão e, principalmente, a vontade de conquistar um mandato, qual candidato se arriscaria a dizer, em palanque ou nos programas eleitorais, que não aceita trocar nada por um voto. Mas, por que dizer, justamente às vésperas de mais uma eleição, que o eleitor – e não os políticos, especialmente os que já detém um mandato e que passam quatro anos fazendo “caixa” para a próxima campanha – é um sujeito corrupto?

Simples. Apenas porque este mesmo eleitor, descrente de tudo e de todos, e já não acreditando mais em soluções milagrosas, tem repetido à exaustão que só vai votar em quem lhe proporcionar algum tipo de vantagem.

Isso é corrupção!

Aí poderão dizer: Tudo bem, se existe quem oferece as vantagens, sempre vai existir quem as aceite. Mas, e se de repente desaparecer a figura de quem oferece algo em troca de voto, será que existirão ainda os cidadãos dispostos a votar apenas porque sicrano ou beltrano é um sujeito comprometido com o bem-estar social, a cidadania, a preservação ambiental, a ética?

O candidato, pobre e inocente candidato (?!), arriscaria iniciar um discurso, na abertura do programa eleitoral,  avisando os malvados donos do voto que não pretende pagar / prometer um tostão sequer para obter o mandato, e que só vai aceitar assumir um cargo se puder contar com a confiança de pessoas incorruptíveis?

Quem sabe isso não signifique um choque de moralidade

Quem se habilita a correr esse “risco”?

 

Licença Creative Commons   Este trabalho de Antonio Casteleiro, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.antoniocasteleiro.com

   Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Este blog é um espaço de análise e opinião. Da minha análise sobre factos e coisas do dia-a-dia, e da opinião que à cerca delas vou construindo. Sobre o que escrevo, muitos dos que me lerem estarão de acordo e muitos outros discordarão. Não há mal nenhum nisso. Assim uns e outros saibam respeitar uma opinião contraria. Antonio Casteleiro.