Este blog é um espaço de análise e opinião. Da minha análise sobre factos e coisas do dia-a-dia, e da opinião que à cerca delas vou construindo. (antónio casteleiro)           SEJA SOCIAL          PARTILHE este blog           COMENTE individualmente os textos ou passe pelo LIVRO DE VISITAS ...


Home » Dicas

Dicas-Segurança Ativa e Passiva “Capacete”

16 Outubro 2006 28.742 views Não Commentado

antonio casteleiroCAPACETE

O capacete é um item de segurança passiva. Mas saber comprá-lo e mantê-lo é segurança Activa.

Ele deve se ajustar perfeitamente em sua cabeça, nem apertado nem folgado. Sua cinta jugular deve ser sempre colocada, ou em caso de acidente, ele sairá da sua cabeça e não vai adiantar nada.

O Capacete tem vida útil, que varia de acordo com o material que ele foi feito. Ao contrário do que se imagina, o capacete é um item feito para se quebrar em acidentes, absorvendo assim o impacto da pancada. Melhor quebrar ele do que sua cabeça. Por isso ele tem vida útil. Com o passar do tempo, o material do casco endurece e perde a capacidade de absorção de impacto. Troco meus capacetes com no máximo 2 anos, ou sempre que ele sofre um “choque” qualquer. (uma queda pode provocar rachaduras internas no casco , que comprometem sua resistência).

Uma outra dica, que parece até estranha,… o capacete deve estar sempre encerado e limpo. Em caso de tombo, um capacete encerado desliza facilmente no asfalto, aliviando o atrito.

Licença Creative Commons   Este trabalho de Antonio Casteleiro, está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em www.antoniocasteleiro.com

   Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Este blog é um espaço de análise e opinião. Da minha análise sobre factos e coisas do dia-a-dia, e da opinião que à cerca delas vou construindo. Sobre o que escrevo, muitos dos que me lerem estarão de acordo e muitos outros discordarão. Não há mal nenhum nisso. Assim uns e outros saibam respeitar uma opinião contraria. Antonio Casteleiro.